Logo Grupo EVA

OUTROS CARNAVAIS

Momento Eva (1981 a 1987)

EVA começa a se firmar no Carnaval de Salvador

jota-morbeckJota Morbeck (in memorian) assumiu os vocais da banda Eva nos carnavais de 82, 84 e 85. Jota foi o primeiro a cantar “Eva”, versão do Rádio Táxi. “Cometa Halley” e “Cometa Mambembe” também foram destaques na voz do irreverente cantor. Na época o Grupo fez adaptações em frevo de músicas de Rita Lee (Lança Perfume), A Cor do Som, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Jota Morbeck gravou um compacto à frente da banda Eva. Ainda em 1982 a banda Eva passou a ter bateria e todos os instrumentos foram organizados na parte superior do trio elétrico. No carnaval de 1983 quem assumiu o comando do Eva foi Carlinhos Caldas. A música que mais marcou a sua fase no Eva foi “Flagra” de Rita Lee.

O 1º Carnaval da Barra foi nesse mesmo ano, quando os blocos Eva e Camaleão saíram no sábado à tarde com os seus trios elétricos, no sentido Ondina/Barra (ao contrário do que é hoje). Não tinha cordas, mas atrás de cada trio seguiam 6 caminhões, nos quais as pessoas de camisetas podiam subir quando queriam.

Nos carnavais de 86 e 87 o Eva contou com uma nova formação, liderada pelo compositor, arranjador e multi-instrumentista, Marcionílio. O artista ganhou fama com as canções “Eva Alegria” e “Táxi”. Ao deixar o grupo, Ricardo Chaves assumiu o seu lugar e ele partiu para o comando do bloco Pike, onde ficou outros dois anos.

Em 1985 a música “Fricote”, de Luiz Caldas e Paulinho Camafeu, incluída em seu disco Magia, originou a primeira coreografia apresentada no carnaval de Salvador com o deboche. O cantor se torna o “pai do axé music”. Em 1986 a música baiana muda de nome e vira axé music, a partir daí surgem fenômenos como Cheiro de Amor, Sarajane, Chiclete com Banana, Luiz Caldas, Ricardo Chaves, Olodum, Araketu, Reflexo, Banda Beijo, Asa de Águia, Daniela Mercury, Margareth Menezes, Zé Paulo, Banda Mel, Laranja Mecânica, uma infinidade de talentos.

Share Button

Fotos


Siga-nos